Código: 248

Domando Águas

Bookmark and Share

Referência: 978-85-7939-079-1


Por:
R$ 60,00

ou 3x sem Tarifa de R$ 20,00
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Domando águas

Salubridade e ocupação do espaço na cidade de São Paulo,1875-1930

Domando águas procura iluminar aspectos fundamentais da história da capital paulistana, entre 1870 e 1930, buscando ultrapassar as luzes feéricas e as tabuletas brilhantes que a cidade apresentava em seu processo de intenso crescimento populacional e concentração de riqueza – sua complexa e contraditória relação com as águas, que a conectavam com os interiores do continente, que serviam sua crescente população, que inundavam suas casas e negócios, que brotavam de seus animados chafarizes, encontros de amores furtivos e de classes perigosas.

Domar as águas, disciplinar e canalizar os rios, construir sistemas de coleta de esgotos e saneamento, combater as enchentes foram modos privilegiados de configurar e civilizar a cidade, mas também de segregar seus habitantes a partir dos novos espaços roubados aos rios, de constituir hierarquias sociais a partir do acesso desigual aos serviços, de estabelecer novas categorias para a limpeza, a civilização, a ordem e a transgressão. Desse modo, o trabalho de Fábio Alexandre dos Santos opera nessa fecunda interface entre a história econômica e a história social, que permite articular os grandes contextos com as configurações específicas tão caras ao trabalho do historiador.

 

Sobre o autor: FÁBIO ALEXANDRE DOS SANTOS, graduado em Ciências Sociais pela Unesp, campus de Araraquara, e mestre e doutor em História Econômica pelo Instituto de Economia da Unicamp. Atualmente é professor universitário e continua se dedicando ao estudo da história urbana, em especial das águas. Dentre suas publicações está Rio Claro: uma cidade em transformação. São Paulo: Annablume/Fapesp, 2002.

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características