Código: 1121

Imagens de Pensamento

Bookmark and Share


Não disponível

Enviar
Avise-me quando estiver disponível

IMAGENS DE PENSAMENTO

O que acontece quando a desconstrução encontra a Teoria Crítica? Neste livro, Gerhard Richter debruça-se sobre um tipo peculiar de escrita, a imagem de pensamento, praticado por quatro autores judeus alemães que conversavam entre si, Theodor W. Adorno, Walter Benjamin, Ernst Bloch e Siegfried Kracauer. 

Este é um gênero que combina conceito e mímesis, reflexão e narração, filosofia e literatura. Sua principal função é mostrar que a realidade não é idêntica a si mesma, que por detrás, e em meio à aparente homogeneidade do mundo pulsa um ser-outro alcançável. Nesse sentido, ele é um antídoto para nossa paralisia imaginativa, que consegue visualizar o fim do mundo mais facilmente do que o fim do capitalismo. 

O hibridismo formal do Denkbild presta-se bem para quem, como Richter, é perspicaz leitor de Derrida. Imagens de pensamento é uma das raras tentativas existentes de colocar em diálogo a Escola de Frankfurt com a filosofia francesa contemporânea. O livro é ilustrativo acerca do que tais correntes de pensamento têm em comum e do que as coloca em tensão. Trata-se de uma leitura profícua para todos aqueles interessados na relação entre literatura e filosofia, bem como no estado presente da teoria literária.

Sobre o autor
Gerhard Richter é professor titular de Alemão e Literatura Comparada da Brown University. Fez a sua formação na Alemanha e doutorou-se pela Princeton University. Dentre seus vários livros, destacam-se Inheriting Walter Benjamin ("Walter Benjamin Studies" Series, London: Bloomsbury, 2016); Afterness: Figures of Following in Modern Thought and Aesthetics (Columbia University Press, 2011); Ästhetik des Ereignisses. Sprache-Geschichte-Medium (Fink, 2005); e Walter Benjamin and the Corpus of Autobiography (Wayne State University Press, 2000; 2nd edition, 2002).

Opiniões da crítica
O olhar verdadeiramente original de Richter sobre a Escola de Frankfurt a partir do gênero filosófico em miniatura do Denkbild é genial. Richter demonstra como o Denkbild é tanto uma manifestação de uma concepção específica e compartilhada de estética, quanto um gênero com o qual tal concepção pode ser expandida. O maior mérito do livro é estabelecer uma significativa conexão entre a Escola de Frankfurt e pensadores franceses contemporâneos, em particular, Deleuze e Derrida.
Rodolphe Gasché, SUNY Buffalo, autor de The Honor of Thinking, (Stanford, 2007)

Mestres da miniatura filosófica, Adorno, Benjamin, Bloch e Kracauer foram capazes de fazer surgir luz nas fissuras da fachada de um mundo cada vez mais opaco. Acrescentando a esse legado, Gerhard Richter revela-se não menos adepto a confeccionar suas próprias imagens de pensamento. Esta coleção de cintilantes ensaios representa um acréscimo à contínua e ainda viva recepção das ideias da Escola de Frankfurt.
Martin Jay, University of California at Berkeley.

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características