Código: 1115

A ideia de História na Antiguidade Clássica

Bookmark and Share

Referência: 9788579394720


Por:
R$ 118,00

ou 3x sem Tarifa de R$ 39,33
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Os gregos inventaram tudo? Em outubro de 1999, a Folha de S. Paulo trouxe uma longa entrevista com Jean-Pierre Vernant, intitulada

“Os gregos inventaram tudo”. Publicada pouco antes, em maio, pela revista francesa L’Histoire, a tradução seguiu o texto original, exceto por um detalhe: na edição original, os leitores encontravam um ponto de interrogação em seu título – “Les Grecs ont-ils tout inventé?”.

 

Este livro organizado por Glaydson José da Silva e Maria Aparecida de Oliveira Silva permite evocar o caso por duas razões. A primeira é que, para o jornalismo, o citado detalhe não faz qualquer diferença. Para a historiografia, porém, é precisamente ele que importa. É a interrogação acerca do que aconteceu que move todo exame sobre “o passado”, esse tempo-lugar multiforme, complexo e irrecuperável em si mesmo.

 

A segunda é que tal questionamento do passado, a investigação baseada em testemunhos a seu respeito, é uma atitude inaugurada pelos gregos, continuada pelos romanos e em muitos sentidos renovada e reformulada até o presente. Se isso parece confirmar a sentença jornalística, há que se notar, porém, que a invenção da História na Antiguidade Clássica não representaram um processo simples ou  linear.

 

Ao problematizar esse processo sob a fecunda chave da ideia de História, esta obra coletiva oferece um panorama crítico que, centrado no mundo clássico, vai muito além dele: chega até nós, como um convite à reflexão sobre a natureza do trabalho do historiador.

 

Sobre os organizadores: Glaydson José da Silva é mestre (2001) e doutor (2005) em História Antiga pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp, e professor do Departamento de História da Universidade Federal de São Paulo (desde 2008). Foi diretor associado e diretor do Centro do Pensamento Antigo Clássico, Helenístico e de sua Posteridade Histórica da Unicamp (2007-2011). Foi coordenador nacional do Grupo de Trabalho de História Antiga, da ANPUH. É líder do grupo de pesquisa Antiguidade e Modernidade: usos do passado. E editor chefe de Heródoto – Revista do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre a Antiguidade Clássica e suas Conexões Afro-asiáticas, da Unifesp.

 

Maria Aparecida de Oliveira Silva Graduada em História, Mestre e Doutora em História pela USP. Pesquisadora e Professora Orientadora do Grupo de Estudos sobre a Antiguidade Clássica e suas Conexões Afro-asiáticas da Unifesp. Autora de Plutarco Historiador: Análise das Biografias Espartanas, Edusp, 2006 e Plutarco e Roma: O Mundo Grego no Império, Edusp, 2014. Publicou o Estudo seguido de Tradução e Notas de Plutarco, Da Malícia de Heródoto (Edição Bilíngue) Edusp/Fapesp, 2013. 

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características